Os Jogos Olímpicos Rio 2016 tiraram 10% do tráfego da Netflix no último fim de semana de acordo com um levantamento feito pela Procera Networks, empresa de banda larga, e publicado pela revista Variety.

Para fazer o cálculo, a Procera comparou o consumo de banda larga da Netflix com o histórico médio de audiência dos últimos quatro dias. Apesar da queda, a Netflix já contava com tal cenário e espera adicionar 300 mil novos assinantes nos Estados Unidos nos próximos meses.

“Nossa previsão de associação global para o quarto trimestre Q3 inclui um impacto do espetáculo dos Jogos Olímpicos, a par com o que ocorreu quatro anos atrás”, disse a Netflix na sua carta aos acionistas.

Netflix; Rio 2016