Entre os dias 20 de julho e primeiro de agosto de 2016, o PiniOn realizou uma pesquisa sobre as Olimpíadas de 2016 com as 3 mil pessoas que compõem a base do app de pesquisas. Dentre as perguntas, apenas 24% dos respondentes afirmaram que sediar os Jogos Olímpicos é positivo para o país, enquanto 52% dos respondentes discordam desta afirmação. Os entrevistados ainda se mostraram bem negativos quanto ao sentimento de ter os Jogos Olímpicos sediados no Brasil, sendo que apenas 20% afirmaram sentir orgulho do país.

Foto: Fotolia.Com
Foto: Fotolia.Com

Para os que discordam da afirmação de que sediar os Jogos Olímpicos é positivo para o país foram apresentadas algumas: 63% acreditam que o dinheiro investido nas Olimpíadas deveria ter sido investido em outras áreas, como educação e saúde; 34% acreditam que as Olimpíadas ajudam a aumentar e a encobrir a corrupção sob a justificativa de investimento no evento; 23% acreditam que, ao final das Olimpíadas, o país aproveitará pouco do que foi investido no evento; 23% acreditam que houve gasto excessivo de dinheiro em um evento de baixa importância; 17% acreditam que sediar o evento não vai trazer nada de bom para o país; e 16% acreditam que o Brasil só está sediando o evento por questões políticas.

Apenas 26% dos respondentes acreditam que sediar as Olimpíadas é positivo para a imagem internacional do país, e quase 50% não concorda. Mais da metade (70%) não acredita que “apesar dos problemas, o Brasil tem boas condições de sediar o evento”, e só 13% concordam.

Ainda de acordo com a pesquisa, os esportes que os respondentes mais pretendem acompanhar durante as Olimpíadas são: futebol (63%); voleibol (63%); natação (60%); ginástica artística (58%); vôlei de praia (50%); atletismo (49%); ginástica rítmica (47%); judô (37%); basquete (36%); e nado sincronizado (34%).

Todos os esportes presentes nas Olimpíadas devem ser mais acompanhados durante os Jogos em relação ao que acontece em outras épocas: 58% dos respondentes disseram que costumam acompanhar futebol em outras épocas; 38%, voleibol; 18%, vôlei de praia; 17%, natação; 16%, basquete; e 13%, ginástica artística.
Dos entrevistados, 29% dos respondentes não pretendem acompanhar os Jogos Olímpicos do Rio; 50% pretendem acompanhar somente algumas competições e modalidades; e 21% pretendem acompanhar o máximo de competições e modalidades que puderem.

Mais da metade dos entrevistados, 62%, disseram que pretendiam acompanhar a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos. Destes, 71% afirmaram que já acompanharam alguma edição passada dos Jogos.