Por Teresa Levin

Patrocinadora dos Jogos Olímpicos há trinta anos, a Visa abriu nesta quinta-feira seu espaço para hospitalidade nas Olimpíadas, o Visa Everywhere Lounge & Rio 2016, localizado no Windsor Leme Hotel, na Av. Atlântica, no Rio. A marca aproveitou e fez um showcase para apresentar as iniciativas que desenvolveu para serem lançadas na Rio 2016. A tecnologia marca algumas destas ações como o anel que funciona como meio de pagamento e é à prova d’água, distribuído aos 60 atletas do Team Visa, grupo patrocinado pela empresa de cartões de crédito.

Eduardo Coello, presidente da Visa América Latina, subiu ao palco para conversar com jornalistas, membros da Visa e do COI utilizando cinco diferentes formatos para pagamento. Além do anel, ele mostrou o relógio criado em parceria com a marca Swatch, que tem vários modelos  já disponíveis nas lojas oficiais da Rio 2016; a pulseira desenvolvida com o Bradesco, que está em teste com três mil pessoas no País; o Galaxy Note 7, que traz a tecnologia do Samsung Pay e foi apresentado na última semana no mercado brasileiro, e o cartão comemorativos dos Jogos. Este último pode ser um item de colecionador já que conta com três versões temáticas das Olimpíadas e uma da Paralimpíada. “Estamos aqui celebrando as novas tecnologias que estamos lançando”, comentou o executivo.

 

coello
Eduardo Coello, da Visa (Crédito: André Valentim)

Chris Curtin, vice-presidente sênior de marketing e inovação, apresentou a parceria que a Visa firmou com o Uber e estará disponível durante os Jogos. A partir desta sexta-feira, 5, o Rio de Janeiro e as cidades de São Francisco, Nova York, Dubai, Santiago e Cidade do México terão a iniciativa que envolve apenas os carros de “car pool” do Uber. Neles, será possível usar adereços virtuais em filmagens, através de uma plataforma que envolve um kinect, da Microsoft. Os ocupantes dos carros poderão ter vídeos gravados com diferentes caracterizações; o material poderá ser compartilhado nas redes sociais. Além deste projeto, Curtin apresentou dois programas para o desenvolvimento de carreiras profissionais para os atletas que se aposentarem; em um deles, a ideia é aproveitar a liderança destes esportistas, entre outras características, contratando-os como funcionários da Visa.

Ainda no evento de apresentação do espaço, Curtin lembrou o patrocínio da marca ao grupo de atletas refugiados que estarão na Rio 2016; a Visa convidou todos os esportistas que deixaram seus países e estarão na competição a integrarem o Team Visa. “Estes atletas não poderiam ser esquecidos, eles representam o melhor da Visa e são o resumo do espírito olímpico”, concluiu.

Chris Curtin Eduardo Coello Rio 2016 Visa